Menu

Retorno aos Princípios

Conheçamos o Senhor; esforcemo-nos por conhecê-lo. Tão certo como nasce o sol, ele aparecerá; virá para nós como as chuvas de inverno, como as chuvas de primavera que regam a terra. ” Oseias 6:3

Princípio pode ser entendido como aquilo que vem antes, começo, nascedouro. Por outro lado, pode ser entendido como os valores mais caros e inarredáveis de determinada pessoa. No linguajar popular é comum ser dito: fulano é uma pessoa de princípios! Este simples adjetivo dirigido a alguém, significa que determinada pessoa possui atributos morais e éticos que pautam a sua conduta como ser humano. Como se fossem linhas mestras, dentro das quais, alguém se move. Já aquela pessoa qualificada como – sem princípios – significa o mesmo que sem escrúpulos, ávida por locupletar-se a qualquer custo e por qualquer meio.

Com esta breve introdução não é difícil perceber que os princípios têm uma função importante, sobretudo para a vida em sociedade. Se os princípios indicam no agir individual, determinados valores, ligados a um comportamento ético, justo e moralmente corretos, é certo que também estão ligados ao respeito às demais pessoas e vão ao encontro da propalada paz social!

Em relação aos processos de tomada de decisão cada pessoa leva em conta os valores internos que carrega.

Introdução: Somos a geração do retorno. E a geração do retorno não é ignorante, mas esclarecida. Quando o Evangelho vai para a mão de pessoas leigas, de líderes despreparados, a essência é prejudicada. Muitos líderes leigos, despreparados, começaram a comandar a Igreja de Cristo, e como muitos crentes são facilmente influenciáveis, foram enganados.

Mas nós somos a geração do retorno. E, como geração, como Equipe, devemos andar juntos. O que é essa geração do retorno? É uma geração de esperança, que crê e faz as coisas acontecerem. É uma geração que espera do Senhor uma resposta para os dias atuais, porque Deus é um Deus Atual para os tempos e estações. Deus nunca está ultrapassado. Nunca!

Deus é um Deus que revela, a cada geração, o novo momento que a geração viverá. E a nossa geração é uma geração de muitos privilégios, mas também de muitos riscos. Se você não administrar bem o conhecimento que Deus permite que você alcance, o mesmo conhecimento pode se transformar em arma em suas mãos.

Chamados para conhecer a Deus: A geração do retorno é uma geração chamada para conhecer a Deus. Em Oséias 6:3, está escrito: “Então conheçamos, e prossigamos em conhecer ao Senhor; a sua saída, como a alva, é certa; e ele a nós virá como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra.” Todas as vezes que nasce a manhã, a grama está molhada. E é o Senhor que rega essa grama enquanto os filhos dormem.

Então Deus sabe regar a nossa fé enquanto dormimos. Deus rega a nossa estrutura de pessoa, profeta e sacerdote quando estamos nEle. Deus sabe fazer isso! A geração do retorno é aquela que crê que Deus é o Sustentador, mas não espera que tudo venha do Pai, também faz a parte que lhe é devida porque não é uma geração despreparada.

Palavra de sabedoria: A palavra de conhecimento, de sabedoria, de poder e de vida está viva em nosso século. Homens e mulheres com tremendas potencialidades estão se rendendo a Jesus e tornando-se vozes de avivamento em toda a Terra, porque Deus quer e precisa de pessoas preparadas, pessoas sábias que buscam o conhecimento do Reino. Porém, o Senhor quer pessoas com a inteligência e sabedoria dEle.

Tiago 1:5 diz que se você tem falta de sabedoria, peça a Deus porque Ele dá a qualquer um que pede. Quando um líder ou Pastor ministra ao discípulo sabedoria, este deve agarrar com unhas e dentes, e receber em Nome de Jesus, porque quem tem a sabedoria elimina os riscos do século.

A geração do retorno não desperdiça oportunidades: Agarre as oportunidades como se fosse a última da sua vida e faça de cada oportunidade o seu trunfo. Há coisas na vida que não podemos voltar atrás: uma oportunidade perdida, uma palavra falada e uma palavra perdida. Só mesmo a misericórdia do Senhor para trazê-las de volta.

Oportunidade é uma arma poderosa. Quando aparecer uma oportunidade, entre nela, não tenha medo de se expor. Quem não se expõe não conquista e não faz história. As oportunidades que Deus está lhe entregando são divinas. Ele está entregando para que você possa mudar a realidade geográfica em que vive. A primeira oportunidade é a base para as outras que nascerão. É na oportunidade divina que Deus vai colocá-lo nos lugares altos.

Você não imagina as portas que estão na sua direção. A chave do Reino abre qualquer porta e essa chave é nossa. As portas estão a sua frente, então abra as portas. Como seu líder e seu Pastor, o desejo do meu coração é que a sua vida, seu exemplo, seu testemunho seja uma chave para abrir portas na sua direção.

Uma geração que raciocina por Princípios: Uma geração que raciocina por Princípios é a geração do retorno à Palavra. Como discípulo, como líder, você deve raciocinar pelos Princípios Bíblicos. Isso fala de você reoxigenar a sua alma. Como líderes de expressão, muitas vezes, somos flechados nas emoções, nos sentimentos, na vida, mas cabe a cada um de nós eliminarmos as raposinhas. As raposas se alimentam daquilo que está dentro da vinha.

Somos líderes de avivamento! Então, não vamos deixar o diabo ganhar vantagem em nossa mente. Deixar de raciocinar por princípios é atrasar o relógio de Deus. E, infelizmente, tem muita gente atrasando o relógio de Deus na sua direção. Portanto, vença o inimigo enchendo a sua mente de Deus.

Esperança – um dom para esta geração: O dom da esperança é um dom para líder. E quando faltar fé, há esperança. A esperança é um dom patriarcal que Abraão possuía. E todos que são semente de Abraão têm o dom de esperança.

Os relacionamentos nascem de uma semente. Mas também podem acabar com uma semente. Como isso é possível? Por um mal chamado erva daninha. A erva daninha entra na parte central da árvore, suga sua seiva, e nasce uma árvore dentro da árvore.

Conclusão:
Somos a geração do retorno, e como tal, precisamos nos preparar porque Jesus vai voltar para buscar uma Igreja que raciocina pelos princípios, que crê que Ele é o Senhor, que tem a sua geografia curada e que mantém a sua esperança em um mundo de tantas atrocidades. Não esqueça: você faz parte da geração do retorno aos Princípios. Mergulhe em Deus!

Categories:   Aconselhamento, Pastorais

Comments