Menu

RESGATANDO A HOMBRIDADE NO CASAMENTO

O segredo para o fim dos divórcios

Gênesis 2:24,25 diz “Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne. O homem e sua mulher viviam nus, e não sentiam vergonha.”

Esses são os 4 passos fundamentais para um casamento de sucesso; deixar, unir, fundir, desnudar (sinceridade). Vemos aqui O QUE É o casamento, sua definição primaz.

Porém, gostaria de falar de algo muito mais fundamental, que me parece, vem sendo esquecido neste mundo pós-moderno! O que precede os 4 passos do casamento, o entendimento de COMO Deus quer que um casamento funcione, como ele deve ser abençoado, para funcionar bem, e pela vida toda (Gn 1:28-30). E principalmente o papel do HOMEM como engrenagem fundamental para que o casamento funcione!

Lemos em Gênesis 1 e 2 que Deus fez a terra e a terra para o homem (humanidade), já não seria o suficiente? Deus mesmo dizia a cada ordem da criação, “viu Deus que era bom”.

Porém, no verso 8 do capitulo 2, diz que Deus plantou um jardim no Éden. Éden em seu significado complexo “Gan Eden” em hebraico, não é um lugar físico apesar da descrição bíblica bem clara parecer, mas, como o céu ou paraíso, é “lugar” de deleite, um estado espiritual, pois ali Deus se unia a terra e ao homem (Gn 3:8).

Por isso até hoje ninguém achou o Éden geograficamente, pois o homem foi expulso da presença de Deus, do Éden quando pecou (Gn 3:23), e por ele mesmo não pode mais recriar ou voltar a essa atmosfera, a esse meio ambiente, a esse ecossistema. a presença de Deus (Gn 3:24). Somente através de Jesus podemos voltar ao Éden, a presença de Deus!

A primeira coisa que Deus deu ao homem ADAM (humanidade, homem e mulher) foi Sua presença, o Éden! (Gn 1:27). Então a primeira coisa que o homem precisa não é de casamento, de companhia, de família, e sim da presença de Deus. A coisa mais importante que o homem deve sempre buscar na vida em primazia é a presença de Deus.

Vejo em nossas igrejas, tantos jovens, adolescentes já ficando, namorando ou vivendo em corte, ou outro nome que inventam por ai, enfim. Relacionamento tão precoces. Suprindo carências físicas e emocionais. Focando o outro não a Deus. Buscando conhecer o outro e não Deus. O que Deus deseja é que você SOZINHO seja COMPLETO em Deus. Quem não é feliz e inteiro sozinho JAMAIS será ou fará o outro feliz. Investem o tempo da sua juventude ao invés de estudar, trabalhar, conhecer pessoas e principalmente em conhecer a Deus, se prendem, se isolam da sociedade e vivem vidas praticamente de “casados”. Relacionamentos muitas da vezes, pela inexperiência emocional, desenvolvem controle, possessividade, paixões, ciúmes, isolamento, sugando tempo e energia que poderiam estar sendo canalizadas para os estudos, amizades, trabalho e principalmente no conhecimento de Deus.

E pior, relacionamentos muitas das vezes SEM Deus! Uma mulher deve encontrar um homem NA presença de Deus.O homem foi criado no Éden. Um homem deve buscar uma mulher que esteja NA presença de Deus. Por isso Eva foi criada NO Éden, Na presença de Deus, e o primeiro casamento se deu no Éden, com Deus, em sua presença e presente na relação.

Agora, na linha do tempo, depois de ter criado homem e mulher ADAM (Gn 1:27), na materialização do Éden Deus agora põe primeiro o homem (macho) no jardim (Gn 2:15) e lhe dá 4 ordens, que são fundamentais para o sucesso do casamento:

Gn 2:15 “O Senhor Deus colocou o homem no jardim do Éden para cuidar dele e cultivá-lo.”

Deus deu ao homem a primeira ordem TRABALHO. Deus deu trabalho ao homem ANTES da mulher. Isso significa que o homem precisa trabalhar ANTES de ter uma mulher.

Os jovens hoje em dia namoram sustentados pelos pais. Saem para namorar pedindo dinheiro aos pais, dão presentes de dia dos namorados, com o dinheiro dos pais, porque? Realmente esta certo assim? Foi isso que Deus ordenou? NÃO! Primeiro o homem deve trabalhar para sustentar um relacionamento por si mesmo! Se não tem como se sustentar então não é hora de namorar! Primeiro Deus disse TRABALHE! Logo, estude, tenha uma profissão, trabalhe para depois namorar!

Desta maneira, Deus deu a segunda ordem ao homem: CULTIVAR. Cultivar é produzir o melhor, fazer todas as coisas frutificarem. Ele disse isso ao homem, a mulher ainda não estava no Éden. É tarefa do homem cultivar. Papel do marido. É dever do homem cultivar um casamento produtivo. Arar a terra, retirar as pedras, as ervas daninhas, semear, extrair o melhor, cultivar. Deus queria que o homem aprendesse a extrair da terra o melhor para seu alimento, para seu sustento para que pudesse fazer o mesmo com sua esposa, para que seu casamento fosse um sucesso! Por isso Deus estabeleceu uma ordem para que as coisas funcionassem.

Efésios 5:22-30 diz “Mulheres, sujeitem-se a seus maridos, como ao Senhor, pois o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja, que é o seu corpo, do qual ele é o Salvador. Assim como a igreja está sujeita a Cristo, também as mulheres estejam em tudo sujeitas a seus maridos. Maridos, amem suas mulheres, assim como Cristo amou a igreja e entregou-se a si mesmo por ela para santificá-la, tendo-a purificado pelo lavar da água mediante a palavra, e apresentá-la a si mesmo como igreja gloriosa, sem mancha nem ruga ou coisa semelhante, mas santa e inculpável. Da mesma forma, os maridos devem amar as suas mulheres como a seus próprios corpos. Quem ama sua mulher, ama a si mesmo. Além do mais, ninguém jamais odiou o seu próprio corpo, antes o alimenta e dele cuida, como também Cristo faz com a igreja, pois somos membros do seu corpo.”

Jesus Cristo, tem uma esposa, seu nome Ekklesia, Igreja. E Ele disse “maridos, amem suas esposas como eu amo a minha, e entreguei a mim mesmo por ela para a apresentá-la a mim mesmo de forma gloriosa, sem defeito, sem mácula”. Jesus morre pela igreja (sacrifício), lava os pecados (conserto), remove cada mancha (purificação), cada mácula, cada defeito (santificação), assim o marido deve fazer O MESMO com sua esposa, para que seu casamento seja um sucesso!

A terceira ordem é CUIDAR. Cuidar significar proteger, acolher, vem de cuidado, zêlo. Proteger o que Deus lhe confiou, o Éden, o fruto do seu trabalho, sua esposa, seu casamento, tudo! Por isso Deus deu ao homem mais força, não para abusar da mulher mas para proteger a mulher e sua família. Esse papel é do homem.

Vejo uma geração de valores trocados e invertidos. De homens bananas, moles, sem controle do lar, esposa e filhos, submissos! Onde aceitam a troca de papeis no casamento com naturalidade. Ao mesmo tempo vejo mulheres abacaxis sendo “homens” da casa, casca grossa, rancorosas, que não querem ser ensináveis, submissas. Assumindo os papeis do marido no casamento. Direcionando nos bastidores maridos pastores, interferindo em ministérios, lideres, atá assumindo pastorados, tudo isso CONTRA vontade de Deus. Pois Ele não queria que fosse assim.

A famosa “incompatibilidade de gênios” na verdade não existe. O que de fato acontece, é a rebeldia da não aceitação dos papeis de cada um o casamento e suas funções definidas por Deus. Quer goste ou não foi Deus quem definiu assim e cabe ao homem e a mulher aceitar Sua vontade, pois Ele sabe o que é melhor e como fazer o casamento dar certo.

Outra expressão que parece engraçada mas tem fundamento de rebeldia foi dito no filme “casamento grego” e que caiu como uma luva para definir bem o papel da mulher moderna, de que “se o homem é cabeça da mulher, então ela é o pescoço e ela gira a cabeça para onde ela quiser”, ledo engano! Mulheres que “movem a cabeça” para onde desejam agem em rebeldia contra Deus! Ser chamada para auxiliar é uma tarefa complexa e nem sempre fácil. Não é simples ser uma mulher submissa na nossa cultura, porque as mulheres são incentivadas desde crianças a liderar e assumir um papel que nem sempre está de acordo com o que Deus criou a mulher para ser. Da mesma forma o homem, desde berço em sua criação, tem sua educação deturpada para ser menos competitivo, guerreiro, cuidador, seguro. A mulher nunca foi chamado por Deus para ser pescoço, mas sim coluna, sustentadora, auxiliadora, “Toda mulher sábia edifica a sua casa; mas a tola a derruba com as próprias mãos.” Pv 14:1

Gênesis 2:19,20 diz “Depois que formou da terra todos os animais do campo e todas as aves do céu, o Senhor Deus os trouxe ao homem para ver como este lhes chamaria; e o nome que o homem desse a cada ser vivo, esse seria o seu nome. Assim o homem deu nomes a todos os rebanhos domésticos, às aves do céu e a todos os animais selvagens. Todavia não se encontrou para o homem alguém que o auxiliasse e lhe correspondesse.”

A quarta ordem ao home foi DAR NOMES, ou seja, o homem tornar-se representante da terra, padrinho. Padrinho significa ter um compromisso implícito de prover o necessário na falta de quem os criou, dos pais. Adão deu nome a mulher quando esta foi criada (Gn 2:23) tornando-se padrinho perante Deus, protetor, provedor em lugar de Deus na terra!

O homem continua o cabeça do lar, mesmo que a mulher ganhe mais, trabalhe fora, ou tenha mais responsabilidades do que o marido nas tarefas do lar. Ele deve ser o provedor. Não sou contra a mulher trabalhar, aumentar a renda familiar, o que não é aceitável e que com essa função ela venha anular ou diminuir o papel do marido como provedor, cuidador do lar, mordomo!

Por último Deus deu ao homem SUA PALAVRA de obediência, não a mulher, ao homem! Gn 2:16,17 diz “E o Senhor Deus ordenou ao homem: “Coma livremente de qualquer árvore do jardim, mas não coma da árvore do conhecimento do bem e do mal, porque no dia em que dela comer, certamente você morrerá”.

Deus nunca falou essas palavras a mulher, até porque ela até então não fora materializada ao homem na terra nem no Éden. Isso significa que a Palavra de Deus foi dada ao homem e cabe ao homem a responsabilidade de ensinar a sua esposa e família a Palavra de Deus, a transmitir o ensino de Deus, sus orientações, cabe ao homem a direção do lar.

Quando uma mulher pergunta ao homem “o que você acha?” geralmente o homem responde “me diz você, ou o que você acha?” de volta ou ele diz “faz como vc achar melhor”. O home agindo desta forma não traz para si a responsabilidade das decisões. Quando ela pergunta isso, esta buscando conhecimento e direção, então dê isso a ela. Tudo deve ser tratado em conjunto no casamento, mas a palavra final SEMPRE deve vir do marido. A ele Deus deu essa função! O homem é o cabeça!

A última ordem de Deus ao homem foi, “não coma do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal”, “não coma”.

Somente no verso 18, Deus olha o homem e diz “Não é bom que o homem esteja só; farei para ele alguém que o auxilie e lhe corresponda”.

Mas, que homem?

O homem que estava na presença de Deus, trabalhando, cultivando, cuidando, sendo mordomo, um homem forte, que pode te proteger, te ensinar a Palavra, cuidar da mulher.

Se um homem não tem essas características, realmente, então é bom que ele PERMANEÇA só! Somente assim, os divórcios acabarão!

Categories:   Aconselhamento, Destaque, Mensagens, Pastorais

Comments