Menu

Pergunta: “Acho meu pênis muito pequeno e me sinto envergonhado”

Pergunta: “Estou muito preocupado com o tamanho do meu pênis e isto está influenciando negativamente minha vida sexual com minha esposa. Meu pênis mede 11 cm em estado de ereção e sinto meu órgão muito pequeno, curto e um pouco fino. Minha esposa nunca reclamou, mas durante a penetração parece que meu pênis sairá fácil. Estou com dificuldades para gozar justamente por causa disso. É uma situação delicada, pois me sinto envergonhado. Gostaria de uma orientação.”

Resposta: Vejo que existe uma grande insatisfação com o tamanho do seu pênis e preocupação com manobras durante o coito para ter o gozo. Provavelmente, tudo isso gera ansiedade, sentimentos de baixa autoestima e, no futuro, poderá comprometer sua ereção.

Mas é importante esclarecer que o tamanho do pênis considerado normal para o homem brasileiro fica entre 11 e 16 cm. A média é 14 cm, em estado de ereção. A variação de tamanho depende da raça e da constituição física.
Para o homem, o tamanho do pênis está relacionado com o sentido de poder, virilidade e prazer que ele pode dar à mulher na penetração, portanto quanto maior, melhor.

Para ela, o pênis tem um sentido erótico e o prazer é retirado do conjunto: afeto, carícias, erotismo, fantasias e habilidades do parceiro. O coito fica como a finalização. Uma ótima preliminar mantém o desejo, a motivação, a excitação e leva ao gozo. Portanto, só o tamanho não garante o desempenho e o prazer sexual.

Segundo uma pesquisa inglesa, 85% das mulheres não revelaram insatisfação com relação ao tamanho do pênis de seus parceiros e 90% relataram sentir maior prazer com pênis mais largos do que compridos. Esse último dado faz sentido, pois os receptores sensoriais estão localizados nos primeiros três centímetros da entrada da vagina e a excitação acontece com o atrito do pênis nessa região durante a penetração.

Mas, há aquelas que preferem um pênis grande, assim como existem homens que se interessam por mulheres com seios e bumbum avantajados.

Para o homem, o tamanho do pênis está relacionado com o sentido de poder, virilidade e prazer que ele pode dar à mulher na penetração, portanto quanto maior, melhor

Pênis menor que 6 cm, em estado de ereção, pode gerar insatisfação para o homem e, às vezes, também para a parceira, dependendo do sentido que isso tem para cada um.

Existem técnicas para aumento peniano (largura e comprimento), como bombas de sucção, exercícios fisioterápicos e prolongadores penianos. Porém, a maioria dos tratamentos alternativos é contestada por alguns especialistas e pela Sociedade Brasileira de Urologia tanto pela ineficácia quanto pelos perigos que esses tratamentos podem oferecer. Para os casos de micropênis, uma técnica cirúrgica específica é mais indicada.

No seu caso, converse francamente com sua esposa sobre seus sentimentos e dificuldades para ter e dar prazer sexual. Juntos, poderão pensar em uma forma de resolver o que causa tanta preocupação.

Um terapeuta sexual pode ajudar na avaliação do problema. Esse profissional também pode auxiliar você e sua esposa a lidar com a ansiedade e outros sentimentos do casal e até sugerir técnicas para melhorar o desempenho durante o coito. Se desejar saber mais sobre técnicas de aumento peniano, deve consultar um urologista.

Tamanho importa?

Sim, mas mais para eles do que para elas. Nova pesquisa relaciona o tamanho do pênis à escolha do parceiro e traz o debate à tona novamente.

Trazendo à tona o velho debate sobre se tamanho é documento, uma nova pesquisa revela que as mulheres consideram um pênis maior como fator-chave na “seleção de parceiros”. O estudo foi publicado nessa segunda-feira (8) na revista “Proceedings”, da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos.

Segundo o autor do estudo, Brian Mautz, atualmente pesquisador na Universidade de Ottawa, no Canadá, outras características também são importantes, como a altura e a forma do corpo. E esses três fatores, juntos, parecem contribuir para a atratividade masculina.

Mautz e seus colegas, à época na Universidade Nacional da Austrália, lançaram o estudo na tentativa de entender melhor como a evolução afetou o desenvolvimento do órgão sexual masculino. Ao contrário do que aconteceu com alguns outros mamíferos – como o gorila, que pode medir 2 metros e tem em média 4 centímetros de pênis – a evolução parece ter favorecido os homens com genitálias maiores. As médias humanas são de 9 centímetros em repouso e 14 centímetros ereto.

Variedade de fatores

A pesquisa reuniu 105 mulheres ocidentais e heterossexuais, com idade média de 26 anos, que classificaram fotos com homens nus de várias alturas, compleições e tamanhos.

As imagens classificadas como mais atrentes retratavam homens com o pênis maior. Mas isso não é necessariamente surpreendente. O que chama a atenção é que a atratividade também parece aumentar de acordo com a estatura.

Em uma pesquisa anterior, a altura estava ligada a diferenças positivas na vida dos homens. Quanto mais altos, maior a chance de alcançar posições de liderança e ter mais parceiros sexuais, Mautz observou.

O estudo não considerou a grande variedade de fatores que podem afetar a escolha de uma mulher moderna por um companheiro, como aspectos que vão desde personalidade a sucesso financeiro.

Mesmo assim, os pesquisadores especulam que a preferência das mulheres por pênis maiores deve ter desempenhado um papel na evolução do corpo humano. Homens mais avantajados podem ter tido mais filhos, perpetuando esta característica, pois eram mais propensos a atrair as mulheres.

O neurocientista Sai Gaddam, que escreveu sobre psicologia e biologia da sexualidade humana, disse que o estudo apresenta “um método útil para separar os fatores que nos fazem atraentes. Mas os julgamentos estéticos de 105 mulheres podem para revelar um fator de atratividade geral? Ainda não”, considera.

Para ele, as mulheres não são especialmente atraídas pelo pênis, embora os homens heterossexuais muitas vezes pensem o contrário. “Nossa própria análise do erotismo masculino e feminino revelou que os homens estão muito mais interessados no pênis do que as mulheres”.

Categories:   Comportamento, Destaque, Dúvidas, Sexualidade

Comments