Menu

O amor justifica o sexo antes do casamento?

Em uma pesquisa, quase 90% dos adolescentes entrevistados achavam que o sexo antes do casamento não é errado quando as duas pessoas se amam. Esse modo de pensar é difundido pela mídia e geralmente aceito por ela. A televisão e os filmes costumam apresentar atividades sexuais como o resultado normal de um envolvimento romântico.

É claro que os que desejam agradar a Deus não procuram orientação no mundo, pois sabem que ele reflete o modo de pensar de seu governante, o Diabo. (1 João 5:19) Eles também tomam cuidado para não serem controlados simplesmente por seus sentimentos, reconhecendo que “o coração é mais traiçoeiro do que qualquer outra coisa e está desesperado”. (Jeremias 17:9) Em vez disso, os que são realmente sensatos recorrem ao Criador e à Sua Palavra inspirada em busca de orientação. — Provérbios 3:5, 6; 2 Timóteo 3:16.

O sexo é uma dádiva de Deus

“Toda boa dádiva e todo presente perfeito vem de cima, pois desce do Pai das luzes celestiais”, diz Tiago 1:17. A intimidade sexual dentro do casamento é uma dessas dádivas preciosas. (Rute 1:9; 1 Coríntios 7:2, 7) Possibilita que os humanos tenham filhos, e também contribui para que, de uma maneira carinhosa e prazerosa, o casal desenvolva um íntimo vínculo físico e emocional. “Alegra-te com a esposa da tua mocidade”, foi o que escreveu o Rei Salomão muito tempo atrás. “Inebriem-te os seus próprios seios todo o tempo.” — Provérbios 5:18, 19.

Naturalmente, Jeová deseja que nos alegremos e nos beneficiemos de suas dádivas. Com esse objetivo, ele também nos deu excelentes leis e princípios para aplicarmos em nossa vida. (Salmo 19:7, 8) Jeová é ‘Aquele que nos ensina a tirar proveito, Aquele que nos faz pisar no caminho em que devemos andar’. (Isaías 48:17) Será que nosso Pai celestial — a própria personificação do amor — nos privaria de algo realmente bom? — Salmo 34:10; 37:4; 84:11; 1 João 4:8.

Sexo antes do casamento não demonstra amor

Quando um homem e uma mulher se unem pelo matrimônio, tornam-se, por assim dizer, “uma só carne”. Quando duas pessoas que não são casadas têm relações sexuais, o que também é chamado de fornicação, elas se tornam, de maneira similar, “um só corpo”, mas um corpo impuro aos olhos de Deus.* Além disso, esse tipo de envolvimento não demonstra amor. Como assim? — Marcos 10:7-9; 1 Coríntios 6:9, 10, 16.

Uma razão é que a fornicação é sexo sem comprometimento genuíno. E, além de enfraquecer o amor-próprio, pode resultar em doenças, gravidez indesejada e dor emocional. Acima de tudo, viola as normas justas de Deus. Assim, a fornicação é um reflexo de pouco ou nenhum interesse no bem-estar e na felicidade da outra pessoa, agora e no futuro.

Para o cristão, a fornicação é também uma violação dos direitos de sua irmã ou de seu irmão espiritual. (1 Tessalonicenses 4:3-6) Por exemplo, alguns que se dizem servos de Deus tornam a congregação cristã impura por se entregarem ao sexo fora do casamento. (Hebreus 12:15, 16) Além disso, privam a pessoa com quem cometem fornicação de ter uma condição moral limpa e, se essa pessoa for solteira, de estar moralmente casta se vier a casar no futuro. Também mancham a boa reputação de sua própria família, e não levam em consideração a família da outra pessoa. Além de tudo isso, tratam a Deus com desprezo, magoando-o ao violar Suas leis e princípios justos. (Salmo 78:40, 41) Jeová, por sua vez, ‘exigirá punição’ por toda essa conduta má cometida por pessoas que não se arrependem. (1 Tessalonicenses 4:6) É de admirar, então, que a Bíblia nos ordene a “fugir da fornicação”? — 1 Coríntios 6:18.

Está apaixonado e planeja casar? Então, por que não aproveita a fase do namoro para construir um alicerce sólido de confiança e respeito mútuo? Considere o seguinte: Como pode uma mulher confiar plenamente num homem que não demonstra autodomínio? E será que é fácil para um homem prezar e honrar uma mulher que desrespeita a lei divina a fim de satisfazer desejos românticos ou só para agradar ao homem?

Lembre-se também que aqueles que rejeitam as amorosas normas de Deus ceifam o que semeiam. (Gálatas 6:7) “Quem pratica a fornicação está pecando contra o seu próprio corpo”, diz a Bíblia. (1 Coríntios 6:18; Provérbios 7:5-27) É verdade que os sentimentos negativos de um casal que teve relações sexuais antes do casamento podem diminuir com o tempo, caso realmente se tenham arrependido e estejam se esforçando para restaurar seu relacionamento com Deus e fortalecer sua confiança um no outro. Ainda assim, a conduta anterior costuma deixar marcas. Um exemplo disso é um jovem casal que teve relações sexuais antes do casamento. Eles se sentem amargamente arrependidos por isso. O marido às vezes se pergunta: ‘Será que nossos desentendimentos atuais estão de certa forma relacionados a esse começo impuro?’

O amor verdadeiro não é egoísta

Embora envolva sentimentos românticos, o amor verdadeiro “não se comporta indecentemente” nem “procura os seus próprios interesses”. (1 Coríntios 13:4, 5) Em vez disso, contribui para a felicidade e o bem-estar eternos da outra pessoa. Esse amor motiva um homem e uma mulher a honrar um ao outro e a restringir as intimidades sexuais ao lugar que Deus determinou — o leito conjugal. — Hebreus 13:4.

Os sentimentos de confiança e segurança que tornam um casamento realmente feliz são importantes em especial quando nascem filhos, porque Deus deseja que eles cresçam num ambiente amoroso, estável e seguro. (Efésios 6:1-4) É apenas no casamento que um homem e uma mulher de fato se comprometem um com o outro. No seu coração, e muitas vezes de forma oral, fazem um voto dizendo que cuidarão um do outro e darão apoio durante os bons e os maus momentos, pelo resto de suas vidas. — Romanos 7:2, 3.

As intimidades sexuais entre marido e esposa podem fortalecer sua união. Quando um casamento é feliz o casal também sente que as relações sexuais se tornam mais prazerosas e significativas, sem tirar a dignidade da união, sem perturbar a consciência e sem desobedecer ao Criador.

JÁ SE PERGUNTOU?

▪ Qual o conceito de Deus sobre o sexo antes do casamento? — 1 Coríntios 6:9, 10.

▪ Por que a fornicação é prejudicial? — 1 Coríntios 6:18.

▪ Como duas pessoas apaixonadas podem mostrar amor verdadeiro uma pela outra? — 1 Coríntios 13:4, 5.

[Nota(s) de rodapé]

A palavra grega traduzida “fornicação” aplica-se a todas as atividades sexuais realizadas com outra pessoa fora do casamento que envolvam o uso dos órgãos sexuais, incluindo o sexo oral. — Veja a Despertai! de 22 de julho de 2004, página 12, e A Sentinela de 15 de fevereiro de 2004, página 13, publicadas pelas Testemunhas de Jeová.

Categories:   Namoro/Noivado, Relacionamentos, Solteiros

Comments