Home > Relacionamentos > Casamento > Andarão dois juntos se não houver acordo?

Andarão dois juntos se não houver acordo?

Andarão dois juntos se não houver acordo?

“Andarão dois juntos, se não houver entre eles acordo?” (Amós 3:3)

Acordo: Harmonia, combinação, conformidade; concordância; pacto, ajuste; convenção. Para que possamos andar juntos como cônjuges, necessitamos respeitar algumas cláusulas e regras básicas do acordo conjugal:

A CLAREZA NA COMUNICAÇÃO

Comunicação: Ação, efeito ou meio de comunicar; aviso; participação; transmissão de informações; convivência; comunhão. Como poderemos combinar alguma coisa se não nos comunicamos de maneira clara e objetiva?

 A. Pense duas vezes antes de falar, não seja precipitado ao responder e fale de tal maneira que a outra pessoa possa entender aquilo que você quer dizer. Fale sempre a verdade mais com amor, pois é possível discordar com palavras mansas. · Pv 21:23 “O que guarda a boca e a língua guarda a sua alma das angústias”. Pv 15:23 “O homem se alegra em dar resposta adequada, e a palavra, a seu tempo, quão boa é!”. Pv 15:28 “O coração do justo medita o que há de responder, mas a boca dos perversos transborda maldades.”

B. Não se envolva em rixas. É possível discordar com palavras mansas. Pv 20:3 “Honroso é para o homem o desviar-se de contendas, mas todo insensato se mete em rixas.” Pv 17:14 “Como o abrir-se da represa, assim é o começo da contenda; desiste, pois, antes que haja rixas.”

C. Não responda com raiva, use palavras brandas e respostas que edifiquem. Pv 15:1 “A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira. Ef 4:26 “Irai-vos e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira.”

D. Use o silêncio como estratégia e não como punição. 1Pe 3:1 “Mulheres, sede vós, igualmente, submissas a vosso próprio marido, para que, se ele ainda não obedece à palavra, seja ganho, sem palavra alguma, por meio do procedimento de sua esposa.”

O COMPROMISSO EM CUMPRIR AS REGRAS

Compromisso: Obrigação ou promessa, entre partes, de sujeitarem a arbitramento a decisão de um pleito; ajuste; contrato; convenção; acordo; comprometimento. Como poderemos combinar alguma coisa se não temos compromisso em cumprir o que foi acordado?

 A. Quando no livro de Gênesis 24:63, narra-se a história de Isaque e Rebeca, vemos quão grande foi o comprometimento que tiveram pelo seu matrimônio, mesmo não se conhecendo minutos antes de se unirem como marido e esposa (segundo os costumes da época). Em nossos dias as oportunidades são muito maiores para os casais, pois se conhecem bem antes do casamento, porém o compromisso em cumprir o acordo é pequeno. 1 Tm 5:12 “tornando-se condenáveis por anularem o seu primeiro compromisso.” Mt 19:6 “De modo que já não são mais dois, porém uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem.” Ec 5:4 “Quando a Deus fizeres alguma promessa, não tardes em cumpri-la; porque não se agrada de tolos. Cumpre o voto que fazes.”

B. Mesmo que este compromisso matrimonial não tenha sido feito diante de Deus, agora está… Portanto marido e esposa devem cumprir as regras do matrimônio em amor. Não basta que apenas um cônjuge ouça a voz de Deus, juntos peçam sabedoria para discernir o que estão ouvindo e de quem estão ouvindo, lembrem-se que o diabo anda ao derredor, buscando a quem possa enganar. Tg 3:17 “A sabedoria, porém, lá do alto é, primeiramente, pura; depois, pacífica, indulgente, tratável, plena de misericórdia e de bons frutos, imparcial, sem fingimento.” Is 30-:21 “Quando te desviares para a direita e quando te desviares para a esquerda, os teus ouvidos ouvirão atrás de ti uma palavra, dizendo: Este é o caminho, andai por ele.” Mt 18:19 “Em verdade também vos digo que, se dois dentre vós, sobre a terra, concordarem a respeito de qualquer coisa que, porventura, pedirem, ser-lhes-á concedida por meu Pai, que está nos céus.”

C. Estando em acordo os cônjuges tornam o matrimônio – por fora uma muralha forte, instransponível para o inimigo de nossas almas – por dentro, como um jardim regado e cuidado pelos cônjuges e abençoado pelo Senhor. Ec 4:12 “Se alguém quiser prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; o cordão de três dobras não se rebenta com facilidade.”

NÃO JULGAR PELA RAZÃO

Razão: Faculdade espiritual do homem, por meio da qual ele pode conhecer e julgar; direito, justiça, eqüidade; juízo; bom senso; A. Por muitas vezes encontramos casais em luta pelo direito à “razão” em uma determinada situação de conflito. Jesus por diversas vezes teve a sua “razão” destituída, roubada, e nem por isto utilizou dela para se justificar diante de Deus. Outrossim, não tendo culpa alguma se entregou à morte pelas nossas transgressões. Não procure justiça própria, não endureça seu coração, busque acima de tudo em Cristo, fazer a vontade de Deus. Jo 5:30 “não procuro a minha própria vontade, e sim daquele que me enviou.” Fp 4:7 “E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus?” Jr 17:9 “Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto; quem o conhecerá?”

PRIORIZAR OS PLANOS DE DEUS

Plano: intento de fazer alguma coisa; desígnio; empreendimento. A. Preocupações excessivas com os tesouros da terra, posições a ocupar diante da sociedade, estética do corpo, etc, são atitudes que não agradam a Deus e, por conseguinte enfraquecem a nossa aliança conjugal. O Senhor é quem deve planejar o futuro. Ele instruirá o casal na direção da vida vitoriosa. Ec 9:10″Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças, porque no além, para onde tu vais, não há obra, nem projetos, nem conhecimento, nem sabedoria alguma.” Ec 5:7 “Porque, como na multidão dos sonhos há vaidade, assim também, nas muitas palavras; tu, porém, teme a Deus.” Pv 16:1 “O coração do homem pode fazer planos, mas a resposta certa dos lábios vem do SENHOR.” Sl 37:5 “Entrega o teu caminho ao SENHOR, confia nele, e o mais ele fará.” Pv 3:5 “Confia no SENHOR de todo o teu coração e não te apóie no teu próprio entendimento.” Mt 6:33 “buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.” Mt 6:25 “Por isso, vos digo: não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer ou beber; nem pelo vosso corpo, quanto ao que haveis de vestir.”

 

Loja de Sites
Scroll To Top