Menu

7 orientações bíblicas para superar a crise financeira

Em momentos de crise não é fácil raciocinar e encontrar saída para tantos problemas. Diante de um cenário caótico de desemprego e dificuldades financeiras, “sobreviver” é a palavra de ordem. Nossas ações neste momento envolvem riscos catastróficos, que podem levar as economias pelo ralo, mas ficar parado pode ter consequências ainda pior.

Então o que pode ser feito para que nossas ações nestes momentos difíceis tenham bons resultados? Diante desta pergunta quero compartilhar com os leitores algumas dicas, orientações bíblicas, para sobreviver em meio à crise:

1. TRABALHE – “Em todo trabalho há proveito, mas ficar só em palavras leva à pobreza.” (Provérbios 14.23) – Não tenha medo de se reinventar. Muitas pessoas esquecem que os recursos financeiros não são resultado do emprego, mas do trabalho. Sendo assim, não tenha vergonha em buscar novas oportunidades. Use o seu tempo livre para criar novas formas para complementar à renda, seja com marketing multinível, com a fabricação de algum produto ou mesmo como prestador de serviços “freelancer”. Use sua criatividade!

2. OPORTUNIDADE – “Vosso Pai que está nos céus (…) faz que o seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos.” (Mateus 5.44-45) – Um complemento para a primeira orientação são as oportunidades. Talvez você esteja desperdiçando grandes oportunidades de empreender e crescer na vida. Se você sabe fazer pão, por exemplo, pode usar essa habilidade para criar uma forma de renda escalável, onde você entregará o produto por encomenda. Esse é apenas um exemplo, pois existem diversas oportunidades escondidas em meio à crise para quem deseja ter sucesso e superar as dificuldades.

3. PLANEJAMENTO – “Os planos bem elaborados levam à fartura” (Provérbios 21.5) – Essa orientação bíblica é fundamental para superar a crise. Você precisa aprender a fazer um planejamento financeiro, organizar as finanças, reduzir os custos e criar fontes de investimento para que tenha recursos que trarão mais recursos. Ou seja, os recursos que você conseguir levantar servirá como capital de giro para os seus projetos. Uma dica fundamental para reduzir seus custos e talvez até conseguir boas oportunidades, está em tentar produzir em casa aquilo que você costuma consumir. Por exemplo, imagine se você decidir plantar tomate, você terá uma redução no orçamento de hortifrúti.

4. AFLIÇÃO PREMIADA – “A tribulação produz perseverança.” (Romanos 5.3b) – É evidente que ninguém quer passar por crises, pois geralmente estás situações causam males irreparáveis. Porém, segundo ensina a Palavra de Deus, as crises podem nos ajudar a ser perseverantes naquilo que desejamos alcançar. Talvez você tenha desistido a muito tempo de empreender, realizar um sonho antigo, a crise é uma oportunidade de colocar em prática este projeto esquecido e, quem sabe, utilizar este momento difícil para alcançar o sucesso financeiro.

5. QUALIDADE – “Vós, servos, obedecei a vossos senhores segundo a carne, com temor e tremor, na sinceridade de vosso coração, como a Cristo; Não servindo à vista, como para agradar aos homens, mas como servos de Cristo, fazendo de coração a vontade de Deus;
Servindo de boa vontade como ao Senhor, e não como aos homens. Sabendo que cada um receberá do Senhor todo o bem que fizer, seja servo, seja livre. E vós, senhores, fazei o mesmo para com eles, deixando as ameaças, sabendo também que o Senhor deles e vosso está no céu, e que para com ele não há acepção de pessoas.” (Efésios 6:5-9) – Essa orientação bíblica é realmente desafiadora, pois propõe um compromisso de qualidade máxima. O que a Palavra de Deus nos orienta a fazer é trabalhar como se o patrão fosse o próprio Deus. Se você deseja ter sucesso e superar a crise, precisa ter em mente que somente quem oferece o seu melhor consegue conquistar novos clientes ou galgar promoções cobiçadas nos ambientes de trabalho. Isso é realmente desafiador, mas fundamental para que ao criar um produto, atender um cliente, oferecer um serviço, vender uma mercadoria, ter o foco em oferecer o seu melhor, como se estivesse fazendo isso para Deus.

6. INTEGRIDADE – “Bem-aventurado os puros de coração, pois verão a Deus.” (Mateus 5.8) – Essa orientação serve como complemento da anterior. Se você serve, produz e trabalha como se fizesse ao próprio Deus, enganar, ludibriar ou passar a perna em alguém está fora de questão. Minha orientação para que você tenha sucesso em meio à crise é jamais enganar, pois a honestidade é um requisito indispensável, porém a integridade vai além, diz respeito ao seu comportamento diante das pessoas, diz respeito a sua nobreza, amizade e lealdade para com todos. Pessoas sem integridade costumam mentir, faltar com a palavra e passar a perna até mesmo naquelas pessoas mais chegadas. Se você já agiu desta forma com alguém, melhor que repare seu dano, pois fingir que nada aconteceu irá conduzi-lo a uma vida de fracassos.

7. MORDOMIA – “Preste contas da sua administração.” (Lucas 16.2b) – Para finalizar essas orientações, preciso lembrar que um dos conceitos mais importantes da Bíblia é o de que tudo que temos não nos pertence, mas pertence a Deus. Sendo assim, a crise não está esvaziando a sua conta bancária, mas os recursos que Deus lhe confiou para administrar. Essa visão é fundamental para superar os momentos de dificuldades, pois desta forma o zelo pelos bens que possuímos será ainda maior e administrar esses recursos com responsabilidade deve ser nosso maior desafio.

Categories:   Comportamento, Destaque, Finanças

Comments